Menu fechado

Categoria: Profissional de saúde

Diabetes mellitus e Apneia Obstrutiva do Sono
Saiba as consequências da apneia do sono no metabolismo

A relação entre diabetes mellitus e distúrbios do sono já está bem estabelecida, como é o caso da apneia obstrutiva (paradas respiratórias devido à interrupção física na passagem de ar para os pulmões). Existindo diversos estudos que demonstram o seu impacto no metabolismo da glicose e na regulação do apetite. Os motivos parecem muitos e entre eles estão: maior oportunidade para se alimentar excessivamente enquanto acordado, alteração no perfil e nos níveis de hormônios responsáveis pelo apetite e pela saciedade (destacam-se a grelina e a leptina), e ativação de mecanismos de estresse, como o sistema nervoso simpático e a liberação de hormônios hiperglicemiantes em quantidade e horário inesperados

Sarcopenia e Apneia do Sono
Sarcopenia e Apneia entenda a relação

A apneia do sono e sarcopenia são comuns entre adultos mais velhos, principalmente após os 50 anos, período em que decorre um declínio de várias funções metabólicas e hormonais importantes tanto para o aparecimento da sarcopenia como dos distúrbios do sono. Ambas aumentam com a idade e podem levar a diminuição de atividade física, além de resultar em eventos adversos para a saúde semelhantes como deficiências funcionais, má qualidade de vida e morte.

Apneia do Sono e Obesidade
Entenda a relação entre a apneia e a obesidade

A OMS (Organização Mundial de Saúde) afirma: a obesidade é um dos mais graves problemas de saúde que temos para enfrentar. Em 2025, a estimativa é de que 2,3 bilhões de adultos ao redor do mundo estejam acima do peso, sendo 700 milhões de indivíduos com obesidade, isto é, com um índice de massa corporal (IMC) acima de 30. No Brasil, essa doença crônica aumentou 67,8% nos últimos treze anos, saindo de 11,8% em 2006 para 19,8% em 2018.

Em ano de pandemia, exames do sono Biologix crescem 236%
O número de exames de janeiro a julho de 2019 foram 2.063; este ano, no mesmo período, saltou para 6.932

A pandemia da Covid-19 trouxe um relato muito comum nas conversas do dia a dia: dificuldades para dormir. Esses distúrbios do sono podem ser uma das explicações para o registro de aumento de 236% nos exames Biologix este ano. O diferencial da Biologix é que o paciente não precisa ir até um laboratório, sendo monitorado em sua própria casa.

Todos os médicos agora podem detectar apneia do sono em seus pacientes
Oximetria noturna ajuda na ajuda na detecção e acompanhamento da Apneia do Sono

A Medicina do Sono é uma área de atuação de várias especialidades, incluindo neurologia, otorrinolaringologia, pneumologia, psiquiatria e clínica geral, que abraça muitas especialidades, como cardiologia, endocrinologia e geriatria. Os distúrbios do sono são extremamente comuns, e não existem especialistas suficientes nessa área. Com o exame da Biologix, o médico não especialista em sono, pode facilmente incorporar o diagnóstico de apneia do sono em seu consultório.

Pneumologia e monitoramento de oximetria
Entenda a importância da oximetria noturna para diagnóstico de apneia do sono

A apneia obstrutiva do sono (AOS) é extremamente comum. Em um estudo feito na cidade de São Paulo, com mais de 1000 adultos representativos da cidade de São Paulo, estimou-se que 33% tem AOS. Apesar dos sintomas clássicos serem ronco alto e sonolência diurna, muitos pacientes com AOS não apresentam uma queixa específica. O reconhecimento da AOS é difícil, principalmente no paciente que vai ao seu consultório por uma queixa pulmonar não relacionada. As questões de sono passam facilmente desapercebidas. Qualquer paciente que entre no consultório, quer seja por asma, DPOC ou síndrome gripal, faz parte da população geral e já tem alta probabilidade de ter AOS, independente da história clínica.  A verdade não só brasileira, mas mundial, é que a maior parte dos pacientes seguem sem diagnóstico e sem suspeita diagnóstica.

A importância da investigação de apneia do sono para o cardiologista
Saiba a importância do diagnóstico da AOS para o cardiologista

Os distúrbios de sono compreendem condições clínicas capazes de interferir negativamente de forma sistêmica sobre o organismo, em especial sobre o sistema cardiovascular. As consequências não se limitam somente ao período em que estamos dormindo, incluem também o período da vigília, comprometendo a qualidade de vida e contribuindo para o surgimento de muitas doenças. A apneia obstrutiva do sono (AOS) é um transtorno crônico e representa a síndrome mais conhecida e mais importante entre os distúrbios do sono. A AOS é frequentemente subdiagnosticada ainda que tenha sido demonstrada sua relação com eventos e mortalidade cardiovasculares.  

Ser Médico do Sono
Saiba mais sobre a atuação do Médico do Sono

A atuação do Médico do Sono é uma oportunidade de praticar a arte da Medicina em sua plenitude, somos técnicos, ouvintes, simpatizantes e investigadores. O melhor entendimento da fisiologia do sono ocorrido após a década de 1960 permitiu o surgimento dessa nova especialidade médica dedicada a tratar os mais de 100 diferentes distúrbios do sono. Apesar de ainda termos muitas perguntas precisando de respostas, temos a certeza que esse 1/3 de tempo de vida que passamos dormindo têm funções fundamentais para nossa saúde.

Receba o contato do nosso consultor