Menu Close

MAYOR RIESGO DE ACCIDENTES CON VEHÍCULOS
Privação de sono aumenta risco de acidentes graves

Você já sentiu suas pálpebras e cabeça pesadas? Olhar fixo e bocejos contínuos? Não se engane, é o sono chegando!

Muitos motoristas e operadores de máquinas relatam problemas de sono, e já sabemos que uma noite mal dormida, acordar muitas vezes durante o sono ou até mesmo ficar sem dormir pode ser devastador no dia seguinte, causando extremo cansaço. Sabe-se que os acidentes causados por sonolência acontecem mais em situações monótonas.  Dormir bem é fundamental para desenvolver as atividades durante o dia, principalmente pessoas que trabalham com máquinas pesadas ou guindastes em que pequenas distrações podem levar a acidentes, ou motoristas que qualquer descuido ao volante pode causar acidentes graves, como colidir em alta velocidade em obstáculos parados ou cair em precipícios, colocando em risco a própria vida e a de outras pessoas. Por isso, um boa noite de sono, é um dos principais fatores para evitar acidentes.

Receba conteúdo em primeira mão

Um grupo de risco são os caminhoneiros, que precisam cumprir prazos e para isso tendem a fazer jornadas muito longas. Muitas vezes eles acabam fazendo uso de drogas para se manter acordado.  A mais comum é o rebite, mas álcool e cocaína também são usados.

Conhecida popularmente como rebite, a anfetamina é utilizada pelos caminhoneiros para aumentar o número de horas na estrada, seja para cumprir prazos apertados, seja para executar mais transportes de cargas. Porém os males e danos que o uso do rebite traz ao caminhoneiro trazem sérios riscos a sua própria vida e para todos na estrada.

E agora que sabemos o que é e para que serve, como o rebite age no nosso sistema nervoso? Ele é um estimulante que faz o cérebro trabalhar mais rápido, isso causa uma falsa impressão da diminuição da fadiga. Essa impressão é causada pela capacidade em executar uma mesma tarefa por mais tempo. Além disso, a anfetamina reduz o apetite e aumenta a capacidade física e mental, causando a sensação de falta de sono. No entanto o cansaço ainda está lá.

O abuso da substância, ou seja, a utilização exacerbada, gera alterações de humor como: irritação, agressividade e depressão, além de reduzir a coordenação motora e levar ao usuário a ter delírios de perseguição.  O resultado da pressa, motoristas cansados e drogas estimulantes são acidentes.

Veja alguns efeitos do uso do Rebite:

  • Dilatação das pupilas
  • Dor de cabeça
  • Tontura
  • Aumento de batimento cardíaco e de pressão arterial
  • Nariz e boca ressecados
  • Perda de apetite
  • Ansiedade
  • Problemas gástricos
  • Inquietação motora
  • Sensações de pânico
  • Lesões irreversíveis no cérebro
  • Visão desfocada

As transportadoras e viações de ônibus devem fazer um planejamento de trabalho e viagens que haja equilíbrio entre vida pessoal e profissional, para que o trabalhador tenha mais qualidade de vida.

Além disso, distúrbios do sono como a Apneia Obstrutiva do Sono, Insônia e Narcolepsia provocam fadiga ou sonolência diurna incapacitante e, assim também podem provocar acidentes de trânsito. É importante que esses profissionais passem por avaliação médica periódica que envolve pesquisa dos sintomas específicos, como ronco constante, engasgos e sonolência diurna, e busca por evidências físicas como obesidade, hipertensão, pescoço largo, entre outros. Sendo identificado um risco alto para a doença, deve ser feito um exame para diagnóstico. Uma alternativa é o Monitoramento Digital da Apneia do Sono, o Biologix. É um exame para se fazer em casa, simples, prático e eficaz, sem a necessidade de dormir em um laboratório do sono, usando um sensor e um app no celular. .

Outra opção é a polissonografia, que é um exame realizado dormindo uma noite em um laboratório do sono. Onde o paciente é monitorado por sensores que registram a passagem do ar pelo nariz e boca, a oxigenação sanguínea, frequência cardíaca, atividade cerebral e movimentos do tórax e de membros.

O mais importante é entender a importância do sono no cotidiano de qualquer um e procurar ajuda se necessário.

Algumas dicas para uma direção mais segura que são úteis não só para os profissionais do volante, mas para qualquer motorista.

1 – Pode parecer óbvio, mas o melhor é sempre dirigir bem descansado. Para isso, evite dirigir à noite, especialmente entre as 2h e as 6h da manhã e após o almoço entre às 14h e 16h.

2 – Outro fator importante é nunca colocar um horário para a chegada. Isso provoca nervosismo, cansaço e pode levá-lo a querer superar limites intransponíveis. Afinal, o sono sempre vence.

3 – Comidas saudáveis são essenciais para a vida de todo motorista, pois alimentos pesados e gordurosos são de difíceis digestão e acabam causando sono.

4 – Encontre a posição mais confortável possível para conduzir o carro. Lembre-se de que esforços desnecessários, ou posições incômodas cansam bastante.

5 – Se estiver dirigindo há mais de duas horas, dê uma paradinha para esticar as pernas e fazer o sangue circular.

7 – Se o sono bater, pare imediatamente em local seguro, estacione o carro, lave o rosto, beba água ou café e movimente-se.

8 – Nunca consuma remédios que afetem seu estado de atenção. Alguns provocam enjoo ou sonolência. Nestes casos, evite-os. Se tiver de tomá-los, simplesmente desista de dirigir.

IMPORTANTE: Somente médicos e cirurgiões-dentistas devidamente habilitados podem diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. As informações disponíveis neste blog possuem apenas caráter educativo.

Baixe gratuitamente o e-book:

Veja também

Receba o contato do nosso consultor