Menu fechado

Tag: exame do sono

A apneia do sono piora as doenças cardíacas, na maioria das vezes não tratada
Declaração Científica da American Heart Association

Destaques da declaração:

  • Entre 40% e 80% das pessoas nos Estados Unidos com doença cardiovascular também têm apneia obstrutiva do sono (AOS), embora seja pouco reconhecida e tratada na prática cardiovascular.
  • A apneia do sono pode causar um ciclo negativo, piorando as condições cardiovasculares, que pioram a apneia do sono.
  • AOS afeta 30% a 50% das pessoas com pressão alta e é um fator de risco para fibrilação atrial.
  • A AOS também está associada ao diabetes tipo 2, resultados piores de insuficiência cardíaca e até morte cardíaca súbita.
  • Pessoas com fatores ou condições de risco cardiovascular devem ser rastreadas para AOS com tratamento apropriado, que pode incluir pressão positiva contínua nas vias aéreas (CPAP), aparelhos orais, modificação de hábitos de vida e perda de peso.

Divórcio do Sono
O efeito do ronco nos relacionamentos

Com a pandemia de COVID-19 mantendo os casais trancados juntos em suas casas indefinidamente, não é de se admirar que haja um aumento antecipado de divórcios. Os problemas financeiros e a infidelidade fazem as pessoas questionarem se são felizes no casamento. Embora possa haver um aumento nos divórcios, os divórcios durante o sono são ainda mais comuns. Quando um ou ambos os parceiros roncam durante a noite, às vezes os casais dormem em divórcio. Isso significa que eles dormem em quartos separados para escapar dos roncos altos durante a noite.

Atividade física e sono: qual a relação
Atividades físicas regulares podem ajudar a combater distúrbios do sono

Os distúrbios do sono afetam cerca de 45% da população mundial. Noites mal dormidas reduzem a concentração, diminuem a produtividade e podem causar doenças como hipertensão e diabetes. A boa notícia é que é possível combatê-los com uma rotina de exercícios físicos. Cerca de 10 minutos diários de atividades aeróbicas como corrida, pedalada ou mesmo caminhadas já são suficientes para evitar distúrbios do sono. Continue lendo para saber tudo sobre o assunto!

Em ano de pandemia, exames do sono Biologix crescem 236%
O número de exames de janeiro a julho de 2019 foram 2.063; este ano, no mesmo período, saltou para 6.932

A pandemia da Covid-19 trouxe um relato muito comum nas conversas do dia a dia: dificuldades para dormir. Esses distúrbios do sono podem ser uma das explicações para o registro de aumento de 236% nos exames Biologix este ano. O diferencial da Biologix é que o paciente não precisa ir até um laboratório, sendo monitorado em sua própria casa.

Você será redirecionado ao Whatsapp.
Por favor, selecione uma das opções abaixo:

Receba o contato do nosso consultor