Menu fechado

Categoria: Paciente

Distúrbios do sono e transtorno do espectro autista
Entenda a relação TEA e a dificuldade em dormir ou manter o sono.

Segundo a Scientific American, “pelo menos metade das crianças com autismo luta para adormecer ou continuar a dormir, e pesquisas com os pais sugerem que o número pode exceder 80%. Para crianças típicas, os números variam de 1 a 16%”.

Atualmente, nós sabemos que o sono depende de um complexo mecanismo, que envolve muitas estruturas encefálicas e muitos neurotransmissores. Sabemos também, que a privação de sono (dormir pouco ou menos que o necessário) tem efeitos graves sobre o funcionamento cerebral, hormonal e sobre o comportamento humano.

Trabalho conjunto entre Biologix e Einstein leva mais cuidados a pacientes com a Covid-19 em Paraisópolis
Isolados para evitar disseminação da doença, pacientes são monitorados por sistema de acompanhamento médico remoto

Moradores da comunidade de Paraisópolis, na capital paulista, infectados pela Covid-19 estão recebendo uma atenção especial para monitorar seu quadro clínico. O trabalho conjunto entre a startup Biologix e o Instituto Israelita de Responsabilidade Social do Einstein, com uma solução para acompanhamento médico remoto, está garantindo um melhor resultado no cuidado de pessoas que estão em isolamento na comunidade.

Apneia do sono em idosos
Mudanças que o envelhecimento traz e a relação com a Apneia do sono.

Ao longo do processo de envelhecimento, ocorrem mudanças psicológicas, sociais e físicas. Nas mudanças físicas destaca-se o padrão de sono por estar entre as mais frequentes queixas dos idosos. Mudanças relacionadas à velhice podem ser observadas em diversos níveis da arquitetura e qualidade do sono. Observa-se que, em grande parte desta população, a eficiência do sono e o sono de ondas lentas diminuem; os despertares após início do sono aumentam e há dificuldade para adormecer novamente; os idosos tendem a acordar e levantar mais cedo; necessitam de cochilos breves durante o dia; e, ainda, um aumento do uso de medicações. Em adição, transtornos do sono apresentam-se com alta prevalência entre a população idosa, principalmente insônia, síndrome da apneia do sono e parassonias, como a síndrome das pernas inquietas e os movimentos periódicos das pernas.

A influência do sono sobre seu desempenho no trabalho
Saiba as consequências de uma noite mal dormida

Quando nos sentimos improdutivos e cansados, fica difícil realizar as tarefas com eficiência. Quem nunca sentiu os efeitos de uma noite mal dormida? Cansaço, raciocínio lento, queda na produtividade e enxaqueca podem não só atrapalhar o foco como incapacitar o colaborador. A falta de repouso é também a porta de entrada para vírus e bactérias que abaixam a imunidade do corpo. Para se ter uma ideia, pesquisas da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que 40% da população mundial não dorme como gostaria.

Impacto dos distúrbios do sono sobre a qualidade de vida
As variedades do sono no decorrer da vida e qual é o seu impacto.

Os distúrbios do sono provocam diversas consequências na vida das pessoas por diminuir sua produtividade diária, aumentar os riscos a adquirir distúrbios psiquiátricos, déficits cognitivos, surgimento e agravamento de problemas de saúde, riscos de acidentes de tráfego, absenteísmo no trabalho, enfim,  por comprometer a qualidade de vida, com diferentes desdobramentos a curto, médio e longo prazo.

Dormir separado melhora o sono do casal? 36% das pessoas fazem isso.
Pesquisa anual sobre o sono revela tendência

Está cada vez mais comum casais dormirem separados de acordo com a 5ª Pesquisa Anual sobre o sono publicada no relatório “Wake Up Call: Global Sleep Satisfaction Trends”, realizado pela Royal Philips e divulgada em março de 2020. 36% das pessoas entrevistadas afirma que dorme separado de seu parceiro para tentar melhorar a qualidade do sono.

Ainda há tempo de participar dessa corrente do bem! Participe de nossa campanha de arrecadação coletiva!
Campanha Biologix + Kickante + Guide investimentos

Nosso dispositivo foi criado originalmente para monitorar a apneia obstrutiva do sono, e seguindo o conceito de monitoramento remoto de pacientes, desenvolvemos a solução Monitoramento Remoto de Sinais Clínicos compatíveis com a COVID-19. E esse monitoramento possui duas versões: Home – para uso domiciliar, e Hospital – para uso em hospitais em leitos não monitorados.

Receba o contato do nosso consultor