Menu Close

Tag: ronco

Sono e Direção
Direção e sono não combinam!

A frase “sono pode matar”, pode ser familiar para algumas pessoas. O cansaço é inimigo invisível dos motoristas brasileiros, causando 42% dos acidentes que ocorrem todos os anos no trânsito, segundo pesquisa de 2019 da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (ABRAMET), Academia Brasileira de Neurologia (ABN) e o Conselho Regional de Medicina (CRM). Para se ter uma ideia, dirigir com sono ou sinais de fadiga é considerada uma prática tão perigosa quanto dirigir alcoolizado ou sob o efeito de substâncias estimulantes.

Seis meses de pandemia: ronco, apneia e distúrbios do sono mais evidentes
Convivendo mais tempo juntas na quarentena, famílias estão percebendo mais problemas ligados à qualidade do sono

E lá se vão seis meses desde que a pandemia de Covid-19 chegou ao Brasil. Nesse período de quarentena, muitas famílias passaram a ficar mais tempo juntas em casa, e alguns “efeitos colaterais” dessa convivência mais intensa começaram a surgir, como os distúrbios do sono. As reclamações sobre familiares que sofrem de ronco e apneia cresceram, como é possível verificar com o aumento da telemedicina para exames do sono em casa.

Fonoaudiologia, ronco e apneia obstrutiva do sono.
Saiba o papel do Fonoaudiólogo no tratamento da Apneia do Sono

A fonoaudiologia e o sono possuem uma relação mais antiga do que se conhece. Desde o final da década de 90 e início dos anos 2000, os profissionais da área de motricidade orofacial, já observavam a relação entre as alterações das estruturas e funções do sistema estomatognático nos indivíduos roncadores e com apneia obstrutiva do sono. Alguns trabalhos publicados nesta época já citavam alterações como: aumento do volume lingual tanto lateralmente como longitudinalmente, aumento da altura do dorso de língua e denteamento de suas bordas, véu palatino e úvula alongados, hiperemiados e edemaciados além de alterações funcionais da mastigação e da deglutição. Entretanto, somente a partir de 2009, com um trabalho publicado na American Journal of Respiratory and Critical Care intitulado “Efeitos dos exercícios orofaríngeos em pacientes com apneia obstrutiva do sono moderada”, com grande repercussão internacional que a fonoaudiologia se consagrou como uma possibilidade de tratamento em pacientes com apneia obstrutiva do sono.

Distúrbios do sono e transtorno do espectro autista
Entenda a relação TEA e a dificuldade em dormir ou manter o sono.

Segundo a Scientific American, “pelo menos metade das crianças com autismo luta para adormecer ou continuar a dormir, e pesquisas com os pais sugerem que o número pode exceder 80%. Para crianças típicas, os números variam de 1 a 16%”.

Atualmente, nós sabemos que o sono depende de um complexo mecanismo, que envolve muitas estruturas encefálicas e muitos neurotransmissores. Sabemos também, que a privação de sono (dormir pouco ou menos que o necessário) tem efeitos graves sobre o funcionamento cerebral, hormonal e sobre o comportamento humano.

Receba o contato do nosso consultor