Menu Close

Distúrbio do sono infantil
Saiba os distúrbios do sono mais comuns em crianças

O sono em crianças e adolescentes é uma preocupação constante dos pais e médicos, uma vez que hábitos que combinam a qualidade e quantidade de horas desse descanso são essenciais para um bom desenvolvimento cognitivo comportamental, emocional e físico.

Os sinais mais comuns de distúrbio do sono em crianças podem ser sutis, como irritação e choro excessivo, agressividade, desconcentração, olheiras, isolamento e se a criança já está em fase escolar, dificuldade de acompanhar a classe.  

Receba conteúdo em primeira mão

Vários fatores podem afetar o sono das crianças, como medicamentos, doenças sistêmicas, condições ambientais e até mesmo a fase de desenvolvimento da criança.  Em muitos casos após o diagnóstico, é possível realizar o tratamento apenas com hábitos de higiene do sono sem a necessidade de medicamentos.

Os distúrbios do sono mais comuns em crianças são:

  • Insônia: Dificuldade de início e manutenção do sono, despertar mais cedo que o desejado, dificuldade de iniciar o sono sem a intervenção dos pais, as crianças acabam ficando cansadas e estressadas com essa situação.
  • Apneia/Hipopneia Obstrutiva do Sono da Criança ou da Infância: (AHOS): Esse tipo de apneia do sono caracteriza-se por uma obstrução parcial ou completa das vias aéreas superiores, levando a aumento do esforço respiratório, e tem como principal causa a hipertrofia adenoamigdaliana, a famosa “carne esponjosa”. A redução do fluxo de ar pode causar uma deficiência na oxigenação do sangue. Esta doença precisa ser diagnosticada e tratada o mais cedo possível pois pode trazer sérias consequências para o desenvolvimento da criança como alterações faciais e dificuldade de aprendizagem, entre outros problemas.
  • Parassonias: São distúrbios geralmente benignos, associados ao crescimento e desenvolvimento e que tendem a desaparecer com o passar da idade. Parecem ser causadas por um despertar incompleto e podem ocorrer durante o sono não REM e o sono REM. As parassonias que são classificadas como do sono NREM, geralmente acontece na primeira metade da noite, dentre os quais os mais comuns na infância são o despertar confusional, o sonambulismo e o terror noturno, já as do sono REM, geralmente ocorrem na segunda metade da noite, como os pesadelos e ainda, outras parassonias, dentre as quais encontra-se a incontinência urinária noturna (xixi na cama). 
  • Síndrome das pernas inquietas: síndrome das pernas inquietas (SPI) é uma alteração sensório-motora com aspectos neurológicos que afeta sobretudo o sono e a qualidade de vida da criança ou do adolescente. Os pacientes descrevem uma necessidade irresistível de mover as pernas, normalmente acompanhada de sensação desagradável, desconforto e/ou inquietude.
  • Terror Noturno: para os pais, o mais assustador durante o sono, a criança fica agitada, com olhos arregalados, chorando muito, grita, mas não está acordada. Apesar de causar espanto, o terror noturno é uma manifestação benigna, ou seja, não representa risco para a saúde ou o desenvolvimento da criança. O estado de transe dura até 15 minutos e depois a criança retoma o sono normal.

Algumas condições como a maioria das parassonias são benignas e se resolvem espontaneamente com o tempo, já a apneia necessita de avaliação clínica para identificação da causa e tratamento específico. O médico pediatra exerce um papel fundamental no processo diagnóstico e quando necessário, encaminha para avaliação especializada.

Para o diagnóstico, além da avaliação clínica, uma polissonografia (exame do sono) pode ser indicada. Para tanto, durante a consulta ele deve fazer perguntas sobre a rotina e detalhes referentes ao ambiente familiar relacionados ao sono da criança.

O Exame do Sono Biologix é uma polissonografia tipo 4, com canais de saturação de O2, frequência cardíaca, actimetria e ronco (usando o microfone do celular) um exame para ser realizado em casa, simples e fácil de usar. Usado por profissionais da saúde para diagnóstico e tratamento da apneia do sono.  Na hora de dormir, basta colocar o sensor no dedo e iniciar o exame no App Biologix. Ao acordar basta clicar em concluir exame para receber o resultado imediatamente.

Converse com o pediatra sobre a possibilidade de realização do Exame do Sono Biologix em crianças e adolescentes. 

IMPORTANTE: Somente médicos e cirurgiões-dentistas devidamente habilitados podem diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. As informações disponíveis neste blog possuem apenas caráter educativo.

Veja também

Receba o contato do nosso consultor