Menu Close

Março, mês de conscientização sobre o sono
Acorde para esse problema

Março é designado como o Mês Mundial de Conscientização do Sono, o que nos oferece a oportunidade de analisar além dos nossos próprios hábitos de sono, mas principalmente o sono dos pacientes, e buscar maneiras de melhorar sua quantidade e a qualidade do sono.

Algumas pessoas parecem orgulhosas de sobreviverem com pouco sono. Eles falam do sono como se fosse apenas uma perda de tempo. Mas pesquisas confirmam que o sono é vital para uma boa saúde. Ele protege nossa memória, reduz nosso nível de dor, nos ajuda a manter um peso saudável e nos ajuda a evitar ou gerenciar problemas de saúde, de diabetes a doenças cardíacas e depressão.

Ronco

O ronco é uma respiração barulhenta enquanto você dorme. É uma condição comum que pode afetar qualquer pessoa, embora ocorra com mais frequência em homens e em pessoas com excesso de peso. O ronco tende a piorar com a idade.

O ronco de vez em quando não costuma ser um problema sério. É principalmente um incômodo para o parceiro de cama. Mas se você é um roncador de longa data, você não apenas interrompe os padrões de sono das pessoas próximas a você, mas também prejudica sua própria qualidade de sono.

O ronco pode ser um sintoma de um problema de saúde como a apneia obstrutiva do sono. Converse com seu paciente, se ele estiver com muito sono durante o dia, se roncar com frequência ou muito alto, ou se o seu parceiro perceber que às vezes para de respirar completamente durante o sono. Ele pode estar precisando de ajuda médica para que possa ter uma boa noite de sono.

Causas do ronco

O ronco acontece quando o fluxo de ar pela boca e nariz é bloqueado. Várias coisas podem interferir no fluxo de ar, incluindo:

  • Vias aéreas nasais bloqueadas. Algumas pessoas roncam apenas durante a temporada de alergia ou quando têm uma infecção sinusal. Problemas no nariz, como desvio de septo ou pólipos nasais também podem bloquear as vias aéreas.
  • Tônus muscular pobre em sua garganta e língua. Os músculos da garganta e da língua podem estar muito relaxados, o que permite que eles entrem em suas vias aéreas.
  • Tecido volumoso da garganta. Estar acima do peso pode causar isso. Algumas crianças têm grandes amígdalas e adenoides que as fazem roncar.
  • Palato mole longo e/ou úvula. Um palato mole longo ou uma úvula longa (o tecido pendurado na parte de trás da boca) pode estreitar a abertura do nariz à garganta. Quando a pessoa respira, isso faz com que eles vibrem e batam um contra o outro, e suas vias aéreas ficam bloqueadas.
  • Uso de álcool e drogas. Beber álcool ou tomar relaxantes musculares também pode fazer com que os músculos da língua e da garganta relaxem demais.
  • Posição de dormir. Dormir de costas pode fazer você roncar. Assim como usar um travesseiro muito macio ou muito grande.
  • Privação do sono. Os músculos da garganta podem relaxar muito se você não estiver dormindo o suficiente.

Receba conteúdo em primeira mão

Apneia do Sono

A apneia obstrutiva do sono é o distúrbio respiratório mais comum relacionado ao sono. Isso faz com que uma pessoa pare de respirar repetidamente, enquanto dorme, podendo acontecer até mais de uma vez por minuto

Existem vários tipos de apneia do sono, mas a mais comum é a apneia obstrutiva do sono. Este tipo de apneia ocorre quando os músculos da garganta relaxam intermitentemente e bloqueiam as vias aéreas durante o sono. Um sinal perceptível de apneia obstrutiva do sono é o ronco.

Sintomas

Os sinais e sintomas da apneia obstrutiva do sono incluem:

  • Sonolência diurna excessiva
  • RONQUIDO FUERTE Y FRECUENTE
  • Episódios observados de parada respiratória durante o sono
  • Despertares bruscos acompanhados de respiração ofegante ou asfixia
  • Acordar com a boca seca ou dor de garganta
  • Dor de cabeça matinal
  • Dificuldade de concentração durante o dia
  • Mudanças de humor, como depressão ou irritabilidade
  • Pressão alta
  • Perda da libido

Fatores de risco

Qualquer pessoa pode desenvolver apneia obstrutiva do sono. No entanto, certos fatores a colocam em maior risco, incluindo:

  • Excesso de peso. A maioria, mas nem todas as pessoas com apneia obstrutiva do sono, estão acima do peso. Depósitos de gordura ao redor das vias aéreas superiores podem obstruir a respiração. Condições médicas associadas à obesidade, como hipotireoidismo e síndrome dos ovários policísticos, também podem causar apneia obstrutiva do sono.
  • Idoso. O risco de apneia obstrutiva do sono aumenta com a idade, mas parece se estabilizar após os 60 e 70 anos.
  • Via aérea estreitada. Você pode herdar vias aéreas naturalmente estreitas. Ou suas amígdalas ou adenoides podem aumentar e bloquear suas vias aéreas.
  • Pressão alta (hipertensão). A apneia obstrutiva do sono é relativamente comum em pessoas com hipertensão.
  • Congestão nasal crônica. A apneia obstrutiva do sono ocorre duas vezes mais naqueles que apresentam congestão nasal consistente à noite, independentemente da causa. Isso pode ser devido ao estreitamento das vias aéreas.
  • Fumar. As pessoas que fumam são mais propensas a ter apneia obstrutiva do sono.
  • Diabetes. A apneia obstrutiva do sono pode ser mais comum em pessoas com diabetes.
  • Sexo. Em geral, os homens são duas ou três vezes mais propensos do que as mulheres antes da menopausa a ter apneia obstrutiva do sono. A frequência de apneia obstrutiva do sono aumenta em mulheres após a menopausa.
  • Uma história familiar de apneia do sono. Ter membros da família com apneia obstrutiva do sono pode aumentar seu risco.
  • Asma. A pesquisa encontrou uma associação entre a asma e o risco de apneia obstrutiva do sono.

Tratamento

Profissionais de Saúde especializados em medicina do sono determinam o tratamento mais adequado para a condição. Médicos especializados em doenças pulmonares e respiratórias (pneumologistas), doenças cerebrais e do sistema nervoso (neurologistas), condições de saúde mental (psiquiatras), pediatria, doenças cardíacas (cardiologistas), doenças do ouvido, nariz e garganta (otorrinolaringologistas), condições odontológicas, bucais e cirurgia maxilo facial e outras especialidades podem tratar a apneia do sono.

Os tratamentos para apneia do sono incluem:

  • Mudanças de estilo de vida. Seu médico pode lhe dizer para perder peso, parar de fumar ou parar de beber álcool antes de dormir.
  • Aparelhos orais. Você usa um pequeno dispositivo de plástico na boca enquanto dorme. Ele mantém suas vias aéreas abertas movendo sua mandíbula ou língua.
  • Cirurgia. Vários tipos de procedimentos podem ajudar a parar de roncar. Seu médico pode remover ou encolher os tecidos da garganta ou tornar o palato mole mais rígido.
  • CPAP. Uma máquina de pressão positiva contínua nas vias aéreas trata a apneia do sono e pode reduzir o ronco soprando ar nas vias aéreas enquanto você dorme.

Diagnóstico

Diante deste cenário, é importante que todo profissional de saúde inclua a avaliação da apneia do sono nas consultas para iniciar o tratamento o mais precoce possível, quando diagnosticada.

Nós da Biologix estamos aqui para ajudar! Nossa solução é simples e envolve um teste de sono não invasivo para ser feito no conforto da casa do paciente sem alterar sua rotina de sono.

 O Exame do Sono Biologix é uma polissonografia remota com polissonogramas tipo 4, com canais de saturação de O2, frequência cardíaca, actimetria, ronco (usando o microfone do celular) e validado clinicamente.  Um exame para ser realizado em casa, simples e fácil de usar. Usado por profissionais da saúde para diagnóstico e acompanhamento de tratamento da apneia do sono.  Na hora de dormir, basta colocar o sensor no dedo e iniciar o exame no App Biologix. Ao acordar clicar em concluir exame e imediatamente o resultado estará disponível no portal de exames

O diagnóstico da apneia obstrutiva do sono é simples é necessário!

Compartilhe este conteúdo:

Veja também

Você será redirecionado ao Whatsapp.
Por favor, selecione uma das opções abaixo:

Receba o contato do nosso consultor