Menu fechado

Otorrinolaringologia e a medicina do sono, qual a relação?
Saiba como o otorrino pode diagnosticar a apneia do sono

A medicina do sono é uma das áreas que tem evoluído muito em pesquisa e em interesse pela classe médica. Muitos avanços têm sido observados em relação aos estudos de diversas doenças que interferem na qualidade do sono, que são cada vez mais frequentes entre os brasileiros. 

A medicina do sono tem avançado muito no Brasil, apesar de ser relativamente recente, além de já envolver diversas especialidades da área da saúde, por ser multidisciplinar, como a otorrinolaringologia, pneumologia, neurologia, psiquiatria, odontologia, cardiologia, psicologia, dentre outras.

Receba conteúdo em primeira mão

Além de ser uma função biológica básica, já que é essencial para a saúde humana, o sono de qualidade tem importância fundamental em diversas questões do nosso dia a dia, como aprendizado, produtividade, atenção, libido, criatividade, disposição para realizar atividades físicas e diversas outras atividades e compromissos diários. 

A medicina do sono é capaz de tratar doenças decorrentes dos distúrbios do sono, tais como: insônia, apneia, ronco, sonambulismo, terror noturno, epilepsia do sono, dentre tantas outras doenças relacionadas, além da preocupação com outros males, como acidentes de trânsito, desempenho profissional e sexual. 

A otorrinolaringologia é uma das especialidades médicas que atuam na medicina do sono, já que se trata de ramo da medicina faz diagnósticos e indica tratamentos, tanto medicamentoso quanto cirúrgicos, e doenças ligadas às vias respiratórias, que podem interferir no nosso sono. 

A apneia do sono é uma comorbidade considerada uma das mais perigosas alterações de distúrbios do sono, já que com ela podem surgir diversas outras doenças, tais como: Hipertensão Arterial Sistêmica, arritmias cardíacas, Diabetes Melittus, Obesidade, distúrbios renais, AVC/AVE, Ansiedade, Depressão, Osteoporose, Disfunção sexual, etc. 

Assim, a atuação do médico otorrinolaringologista, dentro da medicina do sono, é de indicar tratamentos eficazes para diminuição dos sintomas e melhora da qualidade de vida. 

O CPAP – Pressão Positiva Contínua nas Vias Aéreas é um dos tratamentos padrões da apneia do sono, que mantem as vias aéreas abertas durante o sono, permitindo o fluxo de ar, sendo uma forma de tratamento não cirúrgico bastante eficiente. 

Além disso, há diversas cirurgias que podem ser realizadas pelo médico otorrinolaringologista, como forma de devolver ao paciente a qualidade do sono, tais como: amigdalectomia, adenoidectomia, uvulopalatofaringoplastia, faringoplastia lateral, faringoplastia lateral expansiva, cirurgia ortognática, dentre outros.

A Sociedade Americana dos Distúrbios do Sono (ASDA) já emitiu uma recomendação de que a POLISSONOGRAFIA, em seus vários tipos, é o método eficiente para diagnóstico de distúrbios do sono e da apneia obstrutiva do sono.

É importante lembrar que a melhora da qualidade do sono também está acompanhada da mudança de estilo de vida como a inserção de hábitos alimentares, atividades físicas e higiene do sono na rotina dos pacientes.

Dra. Fernanda Tan Miyamura SeibelOtorrinolaringologista
CRM-PR 28.907
Instagram: @fernandamiyamura_otorrino

A Biologix oferece uma plataforma online que permite que profissionais de saúde ofereçam a seus pacientes um exame de apneia do sono simplificado e de baixo custo. A solução é baseada em sensores vestíveis, aplicativos e computação na nuvem.

É de extrema importância o diagnóstico da Apneia Obstrutiva do Sono (AOS) utilizando a polissonografia como método. Uma opção é o Exame do Sono Biologix, uma polissonografia tipo IV, um exame para se fazer em casa, simples, prático e eficaz, sem a necessidade de dormir em um laboratório do sono.

Saiba mais sobre a nossa solução aqui.

Baixe gratuitamente o e-book:

Veja também

Receba o contato do nosso consultor